Notícias

DECRETO Nº 6.082 QUE EXCEPCIONA POLICIAIS CIVIS DO CONGELAMENTO DE PROGRESSÕES E PROMOÇÕES É PUBLICADO PELO GOVERNO

05 de Novembro de 2020

Foi publicado na última quarta-feira (04), no Diário Oficial do Estado do Paraná, o Decreto nº6.082 que acresce o parágrafo único ao artigo 2º do Decreto nº4.385 de 27 de março de 2020 e excepciona servidores da Polícia Civil e mais seis categoria de Servidores Públicos Estaduais do corte de concessão de progressões e promoções. A conquista se deu após diversas reuniões entre as Entidades de Classe representativas das Forças de Segurança Pública do Paraná, formada pela ADEPOL, SIDEPOL e mais dez entidades. Desta forma, o pagamento de promoções e progressões está garantido para todas essas classes, incluindo os Policiais Civis. No decreto, também fica desbloqueado o cômputo de um ano e meio (de junho de 2020 até 31/12/2021) para fins de cômputo de tempo de serviço e quinquênios futuros.

Para Dr. Daniel Fagundes, Presidente da ADEPOL-PR, a conquista é uma grande vitória da ADEPOL-PR, do SIDEPOL, enfim, da Comissão de Segurança, formada por diversas entidades representativas da segurança pública do Estado. “As forças de segurança do Paraná estavam sendo deixadas de lado pelo Governo e nós não poderíamos ficar de braços cruzados! Em junho, formamos uma comissão, com lideranças classistas da Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Científica e Agentes Penitenciários e, assim, iniciamos uma luta árdua. Foram diversas reuniões com Deputados, Secretário de Segurança e lideranças do Governo. Reivindicamos, explicamos e colocamos na mesa as mazelas que as forças de segurança vem passando nos últimos anos, em especial a Polícia Civil. Fomos ouvidos e atendidos em parte das reivindicações. É uma vitória classista da ADEPOL, SIDEPOL e da Comissão de Segurança. Meu sincero agradecimento a todos da Comissão e também aos Deputados da Bancada de Segurança, Delegado Rubens Recalcatti, Delegado Jacovós, Delegado Fernando, Soldado Adriano e Coronel Lee”.

Dr. Daniel ainda agradece o Secretário de Segurança Pública do Paraná, Coronel Rômulo Marinho, pelo empenho em atender as classes. “Fica aqui o meu reconhecimento e agradecimento ao Secretário de Segurança Pública que se sensibilizou com as nossas pautas, por serem justas e legítimas, colocou-se no lugar de todos nós servidores da segurança pública e interviu junto ao Governo conseguido, assim, excepcionar as classes policiais que integram a pasta do congelamento de nossos direitos”.

A conquista é resultado de esforço conjunto formado pela Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná – ADEPOL-PR, Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná – SIDEPOL, Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná – SINCLAPOL, Sindicato dos Peritos Oficiais e Auxiliares do Paraná – SINPOAPAR, Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná – SINDARSPEN, Associação da Vila Militar – AVM, Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares do Estado do Paraná – ASSOFEPAR, Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares Ativos, Inativos e Pensionistas – AMAI, Associação dos Policiais Militares do Litoral -APML, Sociedade Beneficente dos Subtenentes e Sargentos da PMPR – SBSS e Clube dos Oficiais da PMPR – COPMPR, junto a Secretaria de Estado da Segurança Pública.

A ADEPOL-PR continuará vigilante sempre cobrando e exigindo com justiça uma maior valorização dos Delegados de Polícia do Paraná, bem como de todas as classes Policiais Civis.

Clique aqui e acesse o DECRETO Nº 6.082