ADEPOL-PR reúne Conselho Diretor e Deliberativo para tratar de pautas “de urgência” para a classe

jul09

Categoria: Notícias

ADEPOL-PR reúne Conselho Diretor e Deliberativo para tratar de pautas “de urgência” para a classe

    Na última quarta-feira, dia 4 de julho, os Conselhos Diretor e Deliberativo da ADEPOL-PR , estiveram reunidos em Curitiba para tratar das pautas de urgência para a classe dos Delegados de Polícia Civil do Paraná. Na reunião, o Presidente da ADEPOL-PR, Dr. Daniel Fagundes, informou das dificuldades encontradas nas negociações junto ao Governo do Estado para assegurar a reposição do índice inflacionário nos vencimentos doe servidores públicos do estado. Segundo o presidente, é remota a possibilidade de que os servidores consigam o percentual mínimo acordado, que é de 2,76%.  “Não há disposição do Executivo em conceder esse percentual. A proposta foi de 1%, e nada mais. Ao longo dos últimos meses participamos de diversas reuniões. Fomos ao encontro da governadora por diversas vezes, fizemos todo o esforço para manter as negociações vivas, mas a posição final foi muito aquém daquilo que esperávamos”, revelou Daniel.

Equiparação

    Outra pauta de urgência que a ADEPOL-PR vem trabalhando junto ao Executivo Estadual é a equiparação salarial dos Delegados de Polícia Civil com os vencimentos dos Procuradores do Estado. “A ADEPOL-PR pede que a equiparação seja concedida e colocada na Lei Orçamentária de 2019. É uma questão de boa vontade do governo, não afeta em nada o orçamento de 2018”, explicou o Dr. Daniel.

    A ADEPOL-PR cogita ainda enviar o Estatuto da Polícia Civil como mensagem a Assembleia Legislativa do Paraná como forma de reforçar o pedido e dar embasamento legal aos deputados para a aprovação da equiparação. “O Estatuto é o documento que comprova a carreira jurídica dos Delegados de Polícia Civil, logo a equiparação salarial com os Procuradores é legítima, legal”, pontuou Dr. Daniel aos Conselheiros.

Apoio a Diretoria da ADEPOL-PR

    No encontro, os membros do Conselho Deliberativo aproveitaram a oportunidade para manifestar apoio a Diretoria da ADEPOL-PR, reconhecendo seus esforços para assegurar os direitos dos Delegados junto ao Governo do Estado. Para os Conselheiros, a nova Diretoria, empossada em 2018, vem realizando uma verdadeira Via Crucis diária.  Para os Conselheiros, os esforços realizados pelo Presidente da ADEPOL-PR e toda a diretoria merecem e receberão todo o apoio do Conselho, definindo, inclusive, pauta específica para os próximos meses. “Temos a negativa da reposição mínima do índice inflacionário, no entanto vamos continuar pressionando o governo a garantir nossos direitos”, concluiu Dr. Daniel.

 

 

 

Compartilhe :

Notícia Anterior

Diretoria da ADEPOL-PR recebe novos Deltas em seu Tradicional Jantar Mensal

Próxima Notícia

ADEPOL-PR realiza curso de celebração de acordo de delação premiada com Delegado da Lava-Jato